DIA ESTADUAL DO MEDIADOR COMUNITÁRIO É LEMBRADO EM SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLEIA

14 de de 2019

A homenagem atende requerimento da deputada Érika Amorim (PSD), subscrito pelo deputado Carlos Felipe (PCdoB)


O Dia Estadual do Mediador Comunitário – celebrado em 13 de setembro – foi comemorado em sessão solene nesta sexta-feira (13/09), no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa. A homenagem atende requerimento da deputada Érika Amorim (PSD), subscrito pelo deputado Carlos Felipe (PCdoB).

Conforme destacou Érika Amorim, o mediador age com imparcialidade, auxiliando e estimulando as partes a desenvolverem soluções consensuais sobre as mais diversas questões: dívidas, pensão alimentícia, desentendimento familiar ou com vizinhos, reconhecimento de paternidade e até ameaças.

A parlamentar também informou que, segundo dados do Ministério Público, dos 4.453 procedimentos abertos, 2.416 foram mediados, tendo sido obtidos concretamente 1.977 acordos por meio de diálogo, proporcionando de imediato a retomada da comunicação entre os envolvidos. “A confiança da comunidade depositada nos mediadores é reflexo de um processo gradual de transformação cultural, que gera o fortalecimento dos vínculos comunitários. Nessa missão, vocês empoderam a comunidade, que, por sua vez, pensa coletivamente e desperta uma tomada de consciência de seus direitos e deveres”, ressaltou.

A secretária estadual de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França, enfatizou a importância da existência de mediadores e mediadoras, salientando que cada um deles traz consigo “uma bagagem enorme que se chama amor e compromisso”. “Cada mediador dá de si tudo que pode, para que nós possamos ter aquilo que a gente mais quer, que se chama paz. A paz é tudo nas nossas vidas”, pontuou.

A cordelista Vânia Justino, do Núcleo de Mediação Comunitária de Pacatuba, apresentou cordel de agradecimento à homenagem aos mediadores comunitários. “É muito gratificante quando vemos nossa história ser contada não por nós, mas por ilustríssimos senhores que vêm oportunizar essa gentil acolhida que a nobre Casa nos dá”, recitou.

A promotora de Justiça e coordenadora do Programa de Mediação entre 2016 e 2018, Iertes Meyre Gondim Pinheiro, citou Santa Terezinha ao ressaltar que “só o amor explica a missão”. “Para além dos problemas, nós trabalhamos, na mediação, com o sentimento e coração das pessoas. Parabéns a cada um de vocês”, congratulou.

O prefeito de Caucaia, Naumi Amorim, comentou sobre a necessidade de os prefeitos dos municípios cearenses abrirem as portas para o projeto de mediação de conflitos. Já o prefeito de Forquilha, Gerlásio Martins, reconheceu a relevância do trabalho do Ministério Público do Estado do Ceará na solução pacífica de conflitos.

De acordo com a promotora de Justiça e coordenadora do Programa dos Núcleos de Mediação Comunitária, Ana Cláudia Uchoa, além do Dia Estadual do Mediador Comunitário, este ano são comemorados os 20 anos de mediação comunitária no estado do Ceará. “Quando uma pessoa entra na Justiça, um ganha e outro perde; na mediação não: as duas partes ganham”, afirmou, frisando que, atualmente, há cerca de 120 mediadores ativos no Ceará.

Foram 28 homenageados, entre os quais estão o governador Camilo Santana; a vice-governadora Izolda Cela; o procurador Geral de Justiça do Estado do Ceará (PGJ), Plácido Rios (que mandaram representantes); a secretária estadual de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França, e vários prefeitos municipais, além de supervisores dos Núcleos de Mediação Comunitária do Estado do Ceará.

Também participou da solenidade a presidente da Fundação da Criança e Família Cidadã (Funci), Glória Maria Marinho Galvão.

Com informações da Agência Assembleia