Canais de denúncia de violação de direitos de crianças e adolescentes são divulgados nas faturas da Cagece de julho

14 de Julho de 2021

O objetivo é levar a mensagem cada vez mais longe, uma vez que a Cagece atua em mais de 150 municípios do nosso estado.

Foto: Ascom

Assim como ocorreu no mês de junho, as contas da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) de julho deste ano estão circulando no estado com uma mensagem importante e urgente: os canais de denúncia de violação de direitos de crianças e adolescentes, uma forma de potencializar esses canais e tornar a atuação dos órgãos especializados ainda mais eficiente. A iniciativa é da deputada estadual Érika Amorim (PSD), terceira secretária da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. 

"A Cagece atua em 152 municípios do nosso estado, um alcance muito grande. Buscamos reforçar constantemente os canais de denúncia como o Disque 100, que permite que a denúncia seja feita de forma rápida, segura e sigilosa. Essa parceria representa levar nossa mensagem cada vez mais longe”, pontuou a parlamentar, que presidiu durante dois anos a Comissão da Infância e da Adolescência do Legislativo. 

Érika Amorim é militante da causa da infância. Foi articuladora do Selo Unicef em Caucaia, atuando para que o município conquistasse a certificação internacional após 12 anos, e atua fortemente na Assembleia Legislativa neste tema.